Carrinho

    Você ainda não adicionou nenhum produto ao seu carrinho.

Carrinho

Você ainda não adicionou nenhum produto ao seu carrinho.

BLOG
  • Dica de negócio: Como abrir uma cantina italiana

    Risoto, pizza, bruschetta, tortellini, carpaccio, polenta, tiramisú... As delícias de uma cantina italiana são incontáveis, mas o público interessado em consumí-las é exigente. Não é à toa que a União das Câmaras de Comércio Italianas criou o selo Ospitalità Italiana, um programa de certificação de qualidade e reconhecimento para os restaurantes italianos no mundo.

    De olho neste programa, separamos algumas dicas fundamentais para você que está pensando em investir em uma cantina italiana.

    Comece sempre pelo planejamento

    Por mais simplificado que seja, ao montar um planejamento a chance de conquistar os objetivos almejados é muito mais efetiva. Isso porque, ele permite a aplicação dos recursos necessários, a execução das atividades indispensáveis e, se os resultados não forem os esperados, a tomada de medidas corretivas.

    É necessário apontar no planejamento questões como a localização, o público-alvo, os investimentos iniciais, o cardápio, os preços adotados, os custos e os desperdícios, que giram em torno de 20% a 30%.

    No site do Sebrae você confere dicas de como montar um plano de negócio que pode simplificar esta tarefa.

    Conte com uma equipe qualificada

    equipe qualificada cantina italiana

    A cozinha, como coração do restaurante, deve contar com cozinheiros, auxiliares e, ao menos, uma pessoa que possua experiência e competência com a culinária italiana. Também será preciso contratar um profissional responsável pela carta de vinhos, garçons que sejam excelentes em atendimento, alguém que fique responsável pela recepção dos clientes e, ao menos um que saiba se relacionar com o público em idioma italiano.

    Trabalhe com ingredientes selecionados

    ingredientes selecionados cantina italiana

    Como uma boa cantina italiana que se preze, o ideal é que o cardápio tenha a prevalência de pratos e receitas de tradição italiana. Para tal, é fundamental dispor de ingredientes de qualidade, provenientes de fornecedores confiáveis.

    A carta de vinhos deve conter, ao menos, 30% de vinhos italianos e o azeite deve ser de oliva extra virgem com garantia de originalidade e qualidade, como é o caso dos produtos com o selo DOP (Denominação de Origem Protegida). Como parte do seu plano para montar uma cantina italiana, o mais indicado é ir até a Itália e conhecer pessoalmente a gastronomia local. Nada substitui o conhecimento que essa experiência proporcionará.

    + Leia também:
    - 6 séries que todo empreendedor deveria assistir
    - Equipamentos para hamburgueria: O que é preciso?

    A decoração deve ser levada a sério

    decoração cantina italiana

    Ao adentrar a um restaurante que serve pratos tipicamente italianos é preciso criar um ambiente especial, que faça com que os clientes se sintam verdadeiramente transportados para a Itália. Da decoração à vestimenta da equipe, é preciso que tudo lembre o país. Neste caso, o ideal é contratar um profissional que entenda do assunto. Ele, além de cuidar de toda a parte de reforma e decoração, deixará o ambiente bem dividido, organizado e funcional.

    Com relação aos equipamentos, a lista é a mesma de um restaurante comum: liquidificadores, fogões, cutters, descascadores e todas as ferramentas necessárias para que os clientes sejam bem atendidos, com a máxima rapidez possível, e os melhores pratos sejam produzidos.

    Adeque-se à clientela

    Por mais característico que seja o cardápio de uma cantina italiana, é preciso oferecer opções de pratos para consumidores com determinadas restrições alimentares, como celíacos, intolerantes à lactose, vegetarianos e veganos. Também é preciso adequar a estrutura aos clientes com necessidades especiais, dispondo de banheiros e áreas de acesso que transformem a permanência dentro de sua cantina italiana em uma experiência tranquila e única.

    Por fim, lembre-se de que regras sanitárias, questões tributárias e trabalhistas também fazem parte de um restaurante. Portanto, procure se especializar nesses assuntos ou contratar um profissional que domine tais temas para te ajudar.

    Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!

    Ci vediamo presto!

    Deixe uma resposta
  • Categorias