Carrinho

    Você ainda não adicionou nenhum produto ao seu carrinho.

Carrinho

Você ainda não adicionou nenhum produto ao seu carrinho.

BLOG
  • Aumente os lucros: Como fazer pastel para vender

    Esse é mais um daqueles posts que dá vontade de largar tudo e começar do zero o seu próprio negócio. Então se prepare, pois vamos dar inúmeras dicas de como fazer pastel para vender.

    Tendo a Ásia como berço, a origem exata do pastel segue sendo desconhecida. A primeira hipótese sugere que o guioza japonês seja o preconizador dos pastéis. A outra hipótese coloca o rolinho primavera chinês como ancestral mais antigo.

    Em todo caso, a massa original teria sido adaptada pelos portugueses, que acrescentaram farinha de trigo à mistura, caindo no gosto dos imigrantes nipônicos, que desembarcaram no Brasil durante a 2ª Guerra e popularizaram o pastel.

    Ingredientes de qualidade

    Mesmo com a disseminação do mercado fitness, o pastel continua reinando absoluto nas feiras e lanchonetes, como um dos lanches mais vendidos. Feito com uma massa crocante e bem recheado com combinações deliciosas, o pastel é daqueles lanches que mais se aproxima de uma refeição, sendo assim, muito procurado pelos consumidores.

    Com isso em mente, procure não economizar quando o assunto for o sabor dos seus pastéis. Faça pesquisa nos maiores supermercados e fornecedores de sua cidade e invista em uma matéria-prima de qualidade. Com relação aos sabores, vai depender muito do estilo e do objetivo do seu negócio. Mas se optar pelos tradicionais, os mais populares são frango com catupiry, carne, calabresa, queijo e queijo com presunto.

     

    Formas de comercializar

    Doce, salgado, com ingredientes predefinidos, com opções de montagem pelo consumidor, em um quiosque, em uma feira... São infinitas as possibilidades de comercializar um pastel. O importante é definir a maneira ideal antes de começar o negócio e buscar sempre um modo de agradar clientes com gostos diferentes.

    Quanto ao local, se você optar pela comercialização em um ponto físico, é importante buscar por um ponto de fácil acesso, que também seja cômodo e convidativo.

     

    Higiene é essencial

    A higiene do local onde os pastéis são preparados, bem como a utilização de equipamentos de proteção (touca, luvas e aventais), é essencial para todo negócio que trate diretamente com a manipulação de alimentos.

    Também é preciso tomar cuidado para que o óleo utilizado na fritura não fique velho e jamais manipular o dinheiro recebido na hora da venda com a mesma luva que está fazendo os pastéis. Uma sugestão é investir em um curso de boas práticas de higiene e de manipulação e alimentos, antes mesmo de dar início ao funcionamento do negócio.

    A venda de pastéis é um bom exemplo daquele tipo de negócio que começa modesto e que, com o passar do tempo, unido aos esforços do empreendedor, tem grandes chances de triunfar no caminho do sucesso.

     

    Esperamos que com essas dicas de como fazer pastel para vender, você se sinta encorajado a pesquisar mais sobre o tema e comece a investir sem medo neste tipo de empreendimento, que possui grandes chances de dar certo.

     

    Caso tenha ficado com dúvidas ou queira fazer alguma ressalva sobre o post, entre em contato conosco.

    Até a próxima!

    Deixe uma resposta
  • Categorias