Carrinho

    Você ainda não adicionou nenhum produto ao seu carrinho.

Carrinho

Você ainda não adicionou nenhum produto ao seu carrinho.

BLOG
  • 4 dicas de como montar uma cozinha industrial

    Imprescindível em diversos ramos de negócio, a cozinha industrial tem como principal função o preparo de alimentos, de maneira rápida e dinâmica. E por ser considerada o coração dos estabelecimentos alimentícios, separamos 4 dicas fundamentais de como montar uma cozinha industrial.

     

    1. Atente-se à legislação

    Antes de iniciar o projeto, é importante se atentar a algumas publicações relacionadas ao segmento, que abordam inúmeras normas para garantir desde as condições higiênico-sanitárias do alimento preparado, até as relações de consumo e de aplicação das sanções administrativas.

    É o caso da Resolução RDC n°216, de 15 de setembro de 2004, da ANVISA; da Resolução CFN n°218, de 25 de março de 1999, do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN); da Resolução CFN n°378, de 28 de dezembro de 2005, também do Conselho Federal de Nutricionistas; do Decreto Estadual n° 35.686, de 14 de junho de 2004; das Normas de Proteção e Defesa do Consumidor, dispostas no Código de Defesa do Consumidor – Lei Federal n° 8.078 de 11/09/1990 e no Decreto Federal n° 2.181, de 20 de março de 1997; do Decreto n°. 897, de 21 de setembro de 1976; do Decreto n° 35.671, de 09 de junho de 2004; e da Lei n° 3.843, de 24 de maio de 2002, da ALERJ.

     

    2. Elabore uma estrutura segura e funcional

    A praticidade e a segurança devem ser prioridade em uma cozinha industrial. Para isso, é essencial optar por pisos antiderrapantes e que tornem a limpeza mais eficiente. O layout do ambiente também deve considerar todas as práticas que ali serão aplicadas, com o intuito de simplificar e agilizar os processos.

    De maneira geral, é preciso ter uma área para receber produtos de fornecedores, um espaço para o armazenamento de alimentos, uma área para higienizar alimentos, uma área para preparo inicial, uma área para guardar utensílios, uma área de cozimento, uma área para embalar alimentos e finalizar os pratos, uma área de lavagem de utensílios, uma área de serviço, um local separado para colocar o lixo e um abrigo externo de gás.

     

    3. Providencie os equipamentos necessários

    A quantidade de equipamentos e os utensílios necessários vão depender, principalmente, do porte estabelecido para a cozinha industrial. Com um investimento entre R$ 45 e R$ 150 mil reais já é possível comprar os equipamentos necessários, pagar o aluguel do espaço, legalizar o negócio, contratar funcionários e adquirir a matéria prima necessária.

    Lembre-se de montar um bom planejamento empresarial e prepare-se para a compra de armários, geladeiras, refrigeradores, fogões, fornos, fritadeiras, liquidificadores, processadores, descascadores, panelas, frigideiras, mesas e os mais variados utensílios de cozinha, como talheres, pratos, assadeiras, cortadores, etc.

     

    4. Preocupe-se com a higiene

    Não devemos esquecer também de que, por se tratar de um negócio que envolve a produção de alimentos, é preciso focar o máximo possível na higiene, tanto dos equipamentos como do local de trabalho em si. Uma dica é fazer um curso de higiene e manipulação de alimentos, antes mesmo de começar a montar a sua cozinha.

     

    Agora que você já conhece as principais dicas de como montar uma cozinha industrial, que tal explorar o restante de nossos conteúdos para ter mais segurança neste segmento?

    Caso tenha ficado com dúvidas ou queira deixar alguma sugestão, não hesite em utilizar o campo de comentários abaixo.

     

    Até a próxima!

    Comentários

    Deixe uma resposta
  • Categorias